Corrija os costumes rindo deles”. É a tradução deste ditado em latim. Significa usar o humor para tecer críticas, ilustrar um aspecto da realidade e fazer com que as pessoas reflitam sobre determinada situação. O presidente Jair Bolsonaro e Lula foram expostos em vídeos recentes que têm causado bastante polêmica. São vídeos que, vistos fora de contexto, podem gerar um sentimento de insatisfação nos eleitores de ambos os lados. Mas, uma vez que se conhece o pano de fundo dessa história, não fica difícil de discernir o que está acontecendo. Assista aos vídeos abaixo e, depois, veja os bastidores dessa história a seguir.

Bolsonaro: Direita toma cloroquina. Esquerda toma Tubaína
Lula agradecendo pelo Coronavirus

De fato, oficialmente, para a ciência não existe cura para esta doença recente. São exigidos o cumprimento de várias etapas para que a eficácia de um medicamento seja comprovada para o tratamento de determinada doença. No meio dessa pandemia o processo para a cura é baseado no empirismo. Sabe-se que a HIDROXICLOROQUINA (HCQ) é um antiviral bastante eficaz no tratamento de outras moléstias. Testes feitos com ela ao redor do mundo em MILHARES de casos tem comprovado que este caminho deve ser trilhado para o triunfo contra a COVID-19.

No entanto, durante esta pandemia o PT (partido de Lula) e o próprio governador de São Paulo (João Dória) se colocaram contra o uso da HCQ. Veja a matéria sobre o PT no link aqui. Veja a matéria sobre João Dória no link aqui. A piada de Bolsonaro é um ataque direto ao governador de São Paulo que se recusa a dar liberdade para que a população do estado tenha acesso à medicação caso aceite. A menção da Tubaína, que é um refrigerante popular no estado, cai como uma luva para ilustrar o absurdo em que a situação chegou.

Governador de São Paulo (João Dória) e refrigerante Tubaína

Desde que descobriram sua eficácia contra o vírus corona é que o presidente Jair Bolsonaro (JB) tem sido seu defensor e divulgador. Por motivos políticos e implicância pessoal a mídia, grupos restritos de médicos e a classe política opositora tem se colocado contra e oferecendo todo tipo de argumento sem fundamento. A desinformação chegou a tal nível que, em vez de trilharem o caminho empírico bem-sucedido até então, chegam a ridicularizar aqueles que clamam para que tenham pelo menos a liberdade de testar o tratamento em si mesmos, como o presidente JB tem defendido. Aqui em Floriano (PI) uma repórter da TV ALVORADA (afiliada da Globo) chegou a encerrar uma entrevista AO VIVO quando o secretário de saúde mencionou o nome do remédio impronunciável (HCQ) que está CURANDO as pessoas. Isso sim, é algo sórdido e canalha: ocultar a cura para a população. Reafirmo em dizer que o melhor caminho a trilhar agora é o do empirismo.

Vídeo no Twitter de Joabe de Judá mostrando reportagem TV ALVORADA (Floriano – PI)

Então, temos o Lula agradecendo pela doença ter chegado. Essa doença tem vitimado milhares de pessoas mundo afora, destruído economias, pessoas tem sido afetadas no psicológico a ponto de cometerem suicídio. Uma pessoa que agradece por este mal chega ao nível da insanidade. Detalhe, o motivo das ações de graça dele é simplesmente porque ele quer um modelo de Estado grande que resolva tudo na canetada. Ou seja, pra vencer a doença vale tudo desde tolher a liberdade religiosa, fechar o comércio, dar a HCQ em estágio avançado onde tem eficácia diminuta e aumentar o número de mortos, acabar com o direito de ir e vir chegando a prender idosos na rua. Tudo isso em nome do amor, de salvar vidas. Em nome do amor esvaziem o poder do presidente; em nome do amor prendam o pastor Silas Malafaia que continua com seus cultos e dando palavras de conforto às almas; em nome do amor soltem os detentos que estão nas prisões; em nome do amor rasguem a Constituição; em nome do amor deixem o Estado tão grande e com plenos poderes que as pessoas se tornem subservientes a um senhor totalitário a ponto de ele saber o que é melhor pra cada um, ou seja, tudo o que o Estado diz e faz é melhor ou superior à opinião das pessoas e devemos aceitar de bom grado, como se os políticos dessa ideologia esquerdista realmente se preocupassem conosco. Na verdade qualquer coisa que as pessoas façam que contrariem o Estado deve ser silenciado.

JB e Lula são extremos muito diferentes. De um lado JB representa a liberdade e Lula representa a escravidão. Se resume a apenas isso. Depois de tanto esforço para ajudar doentes e sadios neste momento marcante da história da humanidade, fazer uma piada para ilustrar a dura realidade em que chegamos e despertar a consciência das pessoas é uma estratégia válida. Se você não consegue enxergar isso e fica ofendido com o bom humor do presidente recomendo que não assista a nenhum programa humorístico, pois todos eles utilizam esta mesma estratégia. Mais ainda, se depois dessa dose de sarcasmo você permanece em cima do muro, sinto dizer, mas você é um isentão que só faz parte do problema e não tem parte nenhuma em sua solução.

Aproveito o ensejo para me juntar ao presidente JB e vou deixar minhas piadas registradas por aqui. Tome o remédio Hidroxi-bolsoquina, Mito-cloroquina, Bolso Pill. Isso mesmo, aquele remédio do Capitão Cloroquina. Ou melhor, providencie a Tubaína também pra você e vá tomando os dois até 2022, quando o Bolsonaro for reeleito. E não esqueça de sempre trazer à memória o vídeo abaixo. Assista-o, pois é inesquecível.

Bolsonaro rindo à toa
3850cookie-checkRIDENDO CASTIGAT MORES

0 comentário

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.